Capa Biografias Discografia Agenda Contatos FAQ Blog

Recomende este blog

Vote neste blog

Arquivos

16/08/2009 a 22/08/2009

12/07/2009 a 18/07/2009

07/06/2009 a 13/06/2009

31/05/2009 a 06/06/2009

17/05/2009 a 23/05/2009

10/05/2009 a 16/05/2009

26/04/2009 a 02/05/2009

19/04/2009 a 25/04/2009

05/04/2009 a 11/04/2009

08/03/2009 a 14/03/2009

01/03/2009 a 07/03/2009

15/02/2009 a 21/02/2009

08/02/2009 a 14/02/2009

03/02/2008 a 09/02/2008

27/01/2008 a 02/02/2008

25/02/2007 a 03/03/2007

13/08/2006 a 19/08/2006

23/07/2006 a 29/07/2006

09/07/2006 a 15/07/2006

26/03/2006 a 01/04/2006

12/02/2006 a 18/02/2006

27/11/2005 a 03/12/2005

16/10/2005 a 22/10/2005

18/09/2005 a 24/09/2005

11/09/2005 a 17/09/2005

14/08/2005 a 20/08/2005

10/07/2005 a 16/07/2005

26/06/2005 a 02/07/2005

05/06/2005 a 11/06/2005

08/05/2005 a 14/05/2005

17/04/2005 a 23/04/2005

27/02/2005 a 05/03/2005

20/02/2005 a 26/02/2005

21/11/2004 a 27/11/2004

24/10/2004 a 30/10/2004

19/09/2004 a 25/09/2004

12/09/2004 a 18/09/2004

22/08/2004 a 28/08/2004

15/08/2004 a 21/08/2004

08/08/2004 a 14/08/2004

01/08/2004 a 07/08/2004

25/07/2004 a 31/07/2004

18/07/2004 a 24/07/2004

11/07/2004 a 17/07/2004

04/07/2004 a 10/07/2004

27/06/2004 a 03/07/2004

20/06/2004 a 26/06/2004

13/06/2004 a 19/06/2004

06/06/2004 a 12/06/2004

30/05/2004 a 05/06/2004

23/05/2004 a 29/05/2004

16/05/2004 a 22/05/2004

09/05/2004 a 15/05/2004

29/02/2004 a 06/03/2004

15/02/2004 a 21/02/2004

08/02/2004 a 14/02/2004




Picuinhas e novidades!



Hino dos Cafajestes



Escrito por Roger às 19h51 [   ] [ envie esta mensagem ]





Inútil (de novo...)

Odeio ficar batendo na mesma tecla, mas agora é oficial: a gente não cheira nem fede. Ninguém quer o Sarney lá (fora o PT) mas o bigode continua firme. Absolveram o deputado do castelo e o outro que se lixa ainda comemora. O presidente está de férias na Disneylândia, deslumbrado como sempre.

Um grupo de pessoas bolou um esquema muito bem feito que exclui o resto de nós, reles mortais, da administração do país. E o que podemos fazer? Nada. Votar? Mas em quem? Ninguém que se preze quer ser político. E se for honesto, que bem poderá fazer ao ser colocado no mesmo cesto com centenas de maçãs podres? Esperneamos, gritamos, reclamamos mas, ao que parece, apenas para o entretenimento dos canalhas. Os bobos da corte.

Só nos resta rir para não chorar...



Escrito por Roger às 16h45 [   ] [ envie esta mensagem ]





Resposta do Governador José Serra ao abaixo-assinado

 

"Minha resposta aqui é de homem público, não de candidato.

Concordo: precisamos de menos burocracia e melhores serviços públicos.
Quem me conhece sabe que sou obsessivo com a questão do gasto público.
Tenho horror a desperdício, a inchaço de máquina de governo. E
impaciência com o que não anda ou anda devagar. Isso até me rende a
fama de excessivamente severo. Mas sou assim. Tarde demais para mudar.

Profissionalizei os cargos de chefia da Funasa nos estados, por exemplo,
quando era ministro da Saúde. Tornei esses cargos privativos de funcionário de carreira e com experiência.

A questão salarial, sem dúvida, precisa ser disciplinada. Seria enganá-los, contudo, afirmar que alguém do Executivo pode decidir isso. Não pode. É uma atribuição do Congresso. Mas reparem: se a gente não tiver um sistema que exclua os imorais, os indecorosos, mesmo que os salários sejam baixos, eles darão um jeito – passarão (ou continuarão?) a receber por fora, o que é ainda pior. E ninguém terá como saber. Então, é preciso criar um sistema que dificulte a vida de quem perverte a política. Com essa luta eu posso, sim, me comprometer. Porque já estou nela há muito tempo.

O grande problema é o nosso sistema eleitoral. O candidato a deputado em quem eu votei se elegeu, e estou satisfeito com ele. Quantos eleitores podem dizer o mesmo?  A maioria votou em quem não se elegeu ou sumiu depois de eleito. Muitos dos que votaram nem sequer se lembram em quem foi. Por isso, defendo o voto distrital (misto): você sabe em quem votou e quem é o deputado do seu distrito; sabe quem é o seu deputado. Sabe em qual partido votou. Fica mais fácil fiscalizar e punir na eleição seguinte quem o decepcionou.

Mas o voto não é a única forma de participação do cidadão. Nem deve ser. Outra forma de participar é mesmo se organizar e pressionar. Com consciência, sem servir de massa de manobra. Toda pressão surte mais efeito quanto mais visível for... Na mídia tradicional - que ainda tem muita, muita influência - ou nas novas redes, como esta. Mal cheguei ao Twitter e já levei a cobrança-desabafo de vocês. Bom sinal.

É o que penso e a lei eleitoral me permite dizer.

Agradeço ao Roger e a todos os que assinaram. Acho que é um modo virtuoso de pôr esses novos meios de comunicação direta e colaborativa a serviço da democracia e de mais transparência na política.
José Serra"


 



Escrito por Roger às 19h17 [   ] [ envie esta mensagem ]





A gente somos inútil?

À Nação Internauta Brasileira

O governador e candidato a presidente José Serra nos deu uma oportunidade inédita e acredito que devamos aproveitá-la: ele agora tem um perfil no Twitter (@joseserra_) e lê pessoalmente tudo que lhe escrevem. É a primeira (e talvez única) vez que um candidato a presidente torna-se acessível de maneira direta aos seus eleitores.

Nós, internautas brasileiros, somos uma minoria do eleitorado, mas somos formadores de opinião. Em toda eleição, os candidatos costumam prometer saúde, transporte, moradia, emprego e educação. Não tem como errar, é o que todos querem. Mostram exemplos do que foi feito como a endossar suas promessas. Pouco importa se não dizem como vão conseguir isso. No final das contas, qualquer problema resume-se a uma única coisa: dinheiro. Bem, duas coisas, dinheiro e a administração desse dinheiro. E nós temos dinheiro.

Uma coisa ninguém promete e é disso que quero falar. Caso concordem comigo (e acredito que todos concordarão) peço que endossem esse abaixo-assinado e não desperdicem essa chance.

Não há nada mais humilhante e vexatório que saber que a burocracia que emperra nosso país permite que políticos, juristas, empresários e muitos outros ligados ao poder desviem nosso dinheiro para seus bolsos. Todos nós trabalhamos honestamente e gastamos de 3 a 4 meses de nosso salário com impostos. Temos que pagar por nossa condução, alimentação, viagens, empregados e tudo mais. É revoltante que políticos (principalmente) ganhem salários muito maiores do que a média da população e ainda tenham verbas para transporte, representação, viagens e o resto. Ou seja, um salário limpo mais suas despesas sobejamente cobertas. Como se não bastasse, são praticamente inatingíveis quando cometem qualquer tipo de crime. Imunidades de todo tipo, CPIs que não dão em nada, amigos no poder, etc. Além disso, não há nada que possamos fazer para mudar a situação, já que eles mesmos ditam as regras e fazem as leis, que sempre os favorecem. Só nos resta votar, de forma obrigatória. Nem anular o voto faz qualquer diferença. Aproveitando a oportunidade de ser ouvido, sugiro que iniciemos um movimento no sentido de mudar esta situação. 

Governador José Serra, os abaixo-assinados queremos que inclua em sua plataforma planos de reduzir os salários destes que são (embora ninguém lembre) nossos empregados e cortar totalmente os privilégios que o resto de nós não tem. Talvez até diminuir o número de vereadores, deputados e senadores. Queremos também uma simplificação e informatização da burocracia nacional de forma a evitar desvios de dinheiro e mostrar com mais clareza os destinos de nosso dinheiro. Queremos, em suma, ser um povo civilizado e honesto, ciente de que nosso dinheiro servirá para melhorar nossa vida e nosso país e não para sustentar canalhas que deveriam estar na cadeia ou boas-vidas que não fazem nada.

 

http://www.abaixoassinado.org/assinaturas/assinar/4419



Escrito por Roger às 15h59 [   ] [ envie esta mensagem ]





E-cig

Já ouviu falar em cigarro eletrônico? Trata-se de um cigarro "de mentira", eletrônico (claro), mas que funciona como um cigarro normal, acende a ponta quando se traga e produz fumaça! Na verdade, melhor do que fumaça, um vapor com gosto de cigarro porém inodoro, o que significa que vc pode fumar mesmo nos lugares onde não se permite fumar! Tem versões com nicotina e sem nicotina, com diversos sabores a escolher. Eu estou usando um e estou adorando. É como poder continuar fumando porém sem os mesmos malefícios do cigarro normal. Clique aqui para visitar o site do E-cig (em inglês) e comprar um pra você!



Escrito por Roger às 02h46 [   ] [ envie esta mensagem ]





Troque um parlamentar por 344 professores

Caros amigos,

Desculpem-me pelo post fora do assunto mas recebi este e-mail e acho justo começarmos a pensar nisso. Não conferi as informações, mas é mais ou menos isso mesmo. Enquanto nosso país sofre com a ignorância, somos obrigados a sustentar outros ignorantes e do pior tipo, os mal-intencionados, para se dizer o mínimo. O pessoal que está "se lixando" pra nós. Vamos divulgar, pelo menos. Quem sabe mudamos alguma coisa.

Abraços,

Roger

 

 TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES

 Prezado amigo!

 Sou professor de Física, de ensino médio de uma escola pública em
 uma cidade do interior da Bahia e gostaria de expor a você o meu
 salário bruto mensal: R$650,00


 Eu fico com vergonha até de dizer, mas meu salário é R$650,00. Isso
 mesmo! E olha que eu ganho mais que outros colegas de profissão que
 não possuem um curso superior como eu e recebem minguados R$440,00.
 Será que alguém acha que, com um salário assim, a rede de ensino
 poderá contar com professores competentes e dispostos a ensinar?

 Não querendo generalizar, pois ainda existem bons professores
 lecionando, atualmente a regra é essa: O professor faz de conta que
 dá aula, o aluno faz de conta que aprende, o Governo faz de conta
 que paga e a escola aprova o aluno mal preparado. Incrível, mas é a
 pura verdade! Sinceramente, eu leciono porque sou um idealista e
 atualmente vejo a profissão como um trabalho social. Mas nessa
 semana, o soco que tomei na boca do estomago do meu idealismo foi
 duro!
 Descobri que um parlamentar brasileiro custa para o país R$10,2
 milhões por ano. São os parlamentares mais caros do mundo. O minuto
 trabalhado aqui custa ao contribuinte R$11.545.

 Na Itália, são gastos com parlamentares R$3,9 milhões, na França,
 pouco mais de R$2,8 milhões, na Espanha, cada parlamentar custa por
 ano R$850 mil e na vizinha, Argentina,R$1,3 milhões.
 Trocando em miúdos, um parlamentar custa ao país, por baixo, 688
 professores com curso superior !
 Diante dos fatos, gostaria muito, amigo, que você divulgasse minha
 campanha, na qual o lema será:

 'TROQUE UM PARLAMENTAR POR 344 PROFESSORES'.

 COMO VOCE VAI VOTAR DEPOIS DE LER ESTA MATÉRIA??
 REPASSEM, EU JÁ ADERI À CAMPANHA!

 Obrigado !!



Escrito por Roger às 23h47 [   ] [ envie esta mensagem ]





O famoso sinal de farol na estrada

Voltando de viagem, recebi aquele sinal de farol que significa "algo" na pista, normalmente a polícia ou radar. É curioso isso e, provavelmente, peculiar ao brasileiro. Por que isso acontece? Eu digo: porque o motorista brasileiro não concorda com os limites de velocidade na estrada. Ué, mas as leis não são feitas para nos servir? Ao que parece, no Brasil, não. As leis vêm de cima, nem sempre com o propósito certo. Certamente, ninguém pensaria em avisar ladrões roubando um banco que a polícia está na área... Quando é que o Brasil vai servir para os brasileiros?



Escrito por Roger às 01h02 [   ] [ envie esta mensagem ]





A gente somos inútil

Uma discussão no Twitter me chamou a atenção. Resumindo, um artista reclamava que a carteira de estudante era uma forma do governo fazer cortesia com o chapéu alheio. E alguém dizia que, apesar de ser contra, continuaria a usá-la por não ter dinheiro. Foi esse desdobramento que chamou minha atenção. Esse é o eterno problema do Brasil, que acontece o tempo inteiro sem que a gente se dê conta ou saiba o que fazer. O governo (que não é formado por extraterrestres: no fundo é um grupo de brasileiros como a maioria de nós, talvez apenas mais ávidos de poder mas que faz uso do nosso mesmo conjunto de valores) não faz as leis para nosso benefício, as faz por motivos demagógicos, para continuar no poder. Coloca-se, assim, acima de nós, já que tem privilégios que permite que circule acima da lei. De nosso lado, não temos como agir, já que as regras do jogo são feitas por ele e nos exclue. O que faz com que tenhamos comportamentos condenáveis, de desonestidade e corrupção mas vistos de forma condescendente por nossos semelhantes. O que acaba por eternizar o círculo vicioso. A gente não sabemos tomar conta da gente...



Escrito por Roger às 17h43 [   ] [ envie esta mensagem ]





Ainda sobre o fumo

 

Foi muito comentada minha opinião na Folha sobre a lei anti-fumo. Tenho recebido muitos e-mails também. É preciso que fique claro que eu não sou a favor do cigarro. Já tentei parar diversas vezes e aí está o xis do problema: não é uma questão de opção. Eu certamente sei dos efeitos deletérios do fumo, embora desconfie dos efeitos causados a terceiros, mas isso não vem ao caso. Eu absolutamente não posso concordar é com a interferência do Estado nas nossas vidas. É um precedente perigoso. Todo mundo há de concordar que, segundo o mesmo preceito, a bebida deveria ser proibida, assim como andar de moto, dirigir carros poluentes (todos, eu imagino), corridas de Fórmula 1 (o barulho é ensurdecedor e é muito poluente também) e toda e qualquer coisa que possa fazer mal a terceiros. O que deveria acontecer é que cada um decida onde ir e o que fazer. Se o bar resolve permitir fumantes, não-fumantes deixem de frequentar tal lugar e vice-versa. O Estado não deveria ter esse poder sobre nossas vidas. Será que ninguém aprendeu nada com a ditadura? E o fato de começar pelo fumante, que incomoda pela fumaça, mais visível e imediata, faz-me pensar que trata-se de preconceito, além de uma hipocrisia, já que a indústria de cigarros é um dos pilares da economia. Afinal, ainda que possa fazer mal para os outros eu fumar num shopping, é muito difícil se acreditar que a fumacinha de uma minoria de fumantes num ambiente amplo e ventilado vá fazer um mal tão grande quanto um motorista embriagado numa rua movimentada. E mais: é mais difícil ainda acreditar que um cara que está num bar enchendo a cara e se entupindo de gordura está preocupado com a saúde...

 



Escrito por Roger às 15h49 [   ] [ envie esta mensagem ]





Saiu!

Ficou pronta a primeira música do nosso projeto Música esquisita a troco de nada!. Qualquer um pode baixá-la gratuitamente bastando cadastrar-se no ReverbNation. Mais informações em nosso site. Espero que curtam!



Escrito por Roger às 01h51 [   ] [ envie esta mensagem ]





Gravando, parte4



Escrito por Roger às 16h08 [   ] [ envie esta mensagem ]





Gravando, parte3



Escrito por Roger às 16h07 [   ] [ envie esta mensagem ]





Gravando, parte 2



Escrito por Roger às 16h04 [   ] [ envie esta mensagem ]





Gravando!

Gravamos hoje 3 bases completas (Roger, Mingau e Bacalhau). É claro que eu sou suspeito para falar, mas ficaram ótimas! Dentro de umas duas semanas estará tudo pronto, se Deus quiser! Aguardem... 



Escrito por Roger às 04h04 [   ] [ envie esta mensagem ]





A brasileira grávida na Suiça

Quer dizer que a BRASILEIRA estava mentindo e os SUIÇOS estavam dizendo a verdade? Quem imaginaria isso?! Estou chocado...



Escrito por Roger às 22h58 [   ] [ envie esta mensagem ]



online

© Ultraje a Rigor